Novidades no tratamento do diabetes: Victoza, Bomba de insulina e cirurgia

tratamento do diabetes

O que é o liraglutide/victoza?

O liraglutide ou victoza pertence à classe de medicações análogas ao GLP1 com excelentes resultados no tratamento do diabetes tipo 2.

O que seria o GLP-1?

O GLP-1 é um hormônio que resulta na secreção de insulina, redução do glucagon (hormônio que faz efeito oposto da insulina), além de lentificação da motilidade (peristalse) do estômago e sinais para o centro da fome (hipotálamo) de saciedade (parar de comer).

O que foi visto nos estudos para diabetes?

Que o uso do victoza melhorava o controle da glicose sanguínea (glicemia) com redução importante nos níveis da hemoglobina glicada (HbA1c), um dos melhores parâmetros que utilizamos para seguimento dos pacientes.

E quanto ao uso do victoza para emagrecimento/redução de peso?

Os estudos iniciais mostraram que cerca de 60% dos pacientes diabéticos também apresentavam redução do peso. Com isto, começaram os estudos específicos para uso na obesidade.Recentemente houve a aprovação nos EUA para uso específico em pacientes obesos.

Quais os efeitos colaterais do uso do victoza?

Algumas pessoas têm baixa tolerância ao medicamento, enquanto outras não sentem nada. De modo geral, os sintomas são náuseas e vômitos.

Pode haver alteração intestinal?

Sim. Tanto ressecamento (constipação) como diarreia.

Ha interferência com anticoncepcional?

Os estudos preliminares não evidenciaram redução da eficácia de anticoncepcionais, porém, não é incomum haver irregularidade menstrual.

E quanto aos riscos de pancreatite e câncer?

Quanto à pancreatite, o estudo de seguimento a longo prazo constatou um aumento da incidência na população em uso, no entanto, usou-se em pacientes com diabetes que sabidamente já tem risco maior de pancreatite (sendo assim, não sabemos se realmente seria uma complicação ou uma associação). Quanto ao câncer, foi visto em animais (camundongos) maior incidência de nódulos de tireoide. Tal observação, até o momento, não se repetiu em humanos.

Pode ser feito o uso do victoza sem acompanhamento médico especializado por endocrinologista?

Nenhuma medicação deve ser usada sem acompanhamento e monitorização de um profissional médico.

E quanto ao lyxumia (lixesenatida), como ele age?

Ele age de forma semelhante ao victoza, no receptor do GLP1, reduzindo a motilidade do tubo digestivo, aumentando a secreção de insulina dependente de glicose (ou seja somente quando o individuo se alimenta).

Qual seria a principal indicação do lyxumia?

Seria principalmente para tratamento auxiliar para melhor controle de glicemia nos pacientes com diabetes do tipo 2.

Existe alguma medicação para o diabetes que age no rim?

Sim, recentemente foram lançadas algumas marcas no Brasil: o Forxiga (dapagliflozina) e o Invokana (canagliflozina). Tais medicações atuam no rim, estimulando a excreção de glicose, com isto reduzindo os níveis no sangue.

O que é bomba de insulina e qual paciente teria indicação?

Bomba de insulina consiste em um sistema de infusão contínua de glicose no subcutâneo do paciente. A indicação maior da bomba de insulina seria paciente com diabetes muito instável (oscila muito, normalmente tipo 1) ou que precisaria de diferentes basais (por exemplo, atletas em dia de exercício) ou ainda que estão com controle muito inadequado com tratamento convencional.

Qualquer diabético teria indicação de cirurgia bariátrica para melhor controle do diabetes?

Não. Somente aqueles que tem indicação formal da cirurgia. Sabe-se que os pacientes que se beneficiam da cirurgia são aqueles que ainda tem algum grau de funcionamento do pâncreas.

Todos os pacientes curam do diabetes?

Tem-se debatido muito esta questão. Na verdade, preferimos não falar em "cura". Nos casos que há melhora significativa, nos preferimos o termo "remissão". E média, tem-se visto taxa de recidiva do diabetes de cerca de 30%, normalmente associada a reganho de peso.


Tema(s) relacionado(s):